22 de outubro de 2014

ATTRACHTA: UM GRUPO DE CABECEIRA PARA FÃS DE HARD E HEAVY

Quarteto apresenta no EP “Engraved” um trabalho consistente embalado com ótimas músicas e excelente produção

Por João Messias Jr.

Engraved
Divulgação
Quem está há tempos neste mundo de resenhas e entrevistas percebe de forma imediata as intenções das bandas ao lançarem seus trabalhos. Então aparecem bandas que quer apenas se divertir, outras que querem fazer um bom trabalho e outras que fazem questão de serem lembradas através dos anos. Essa é a impressão quando pegamos e ouvimos “Engraved”, EP da banda paulista Attrachta.

O quarteto formado por Marcos de Canha (voz), Ricardo Oliveira (guitarra), Guilherme Momesso (baixo) e Humberto Zambrin (bateria) lançou o disquinho num caprichado digipack, que possui uma bela capa e um belo trabalho que harmoniza  bem as cores, além de um encarte com fotos . Só ficaram devendo as letras, pois o som do quarteto PEDE que tenham letras no encarte.

Só que nada valeria se o som não convencesse se o som não fosse bom, mas aí entra outro trunfo da banda. Transitando entre o hard e o heavy com um vocal diferenciado, com um timbre entre Dio , Tony Martin e um pouco do saudoso Ray Gillen (Badlands).

Das quatro faixas, as que chamam mais atenção de primeira são “The Choice”, que possui um vídeo muito legal e “Beggining”, cujo trabalho de voz soa como um diálogo entre a banda e ouvinte, evidenciando as influências setentistas do quarteto.

Em tempos de música digital e descartável, ainda temos grupos que buscam deixar uma boa impressão aos ouvintes, com uma apresentação impecável e música bem feita. Coisa de quem quer ser lembrado através dos anos...e nós agradecemos é claro!

Nenhum comentário: