1 de setembro de 2010

UNDERGROUND MEETS MAINSTREAM...


Hoje faremos algo diferente das edições anteriores, pois ao invés de comentar trabalhos de diferentes estilos comentarei discos da mesma linha musical, tendo como diferença o fato de um ter sido lançado por uma grande gravadora e outro por um selo independente. São eles: Luxúria com seu trabalho auto-intitulado e Anoxika com seu recém lançado As Fadas Morrem Ao Amanhecer:

Luxúria – Luxúria
Sony Music/Nac - 8,5

Formado por membros de bandas conhecidas do Heavy Metal nacional como Megaton, Viper, entre outras, o quinteto surpreendeu por fazer um som mais voltado ao pop com muita classe, requinte e muito peso.
Tendo nos vocais a charmosa Megh Stock, Luxúria chama a atenção em todos os aspectos, começando da capa, passando pelo repertório que une influências do Punk, Gótico (estes em menor escala) e o Pop, tendo um produto único e de qualidade.
As duas faixas iniciais Ódio e Imperecível (ambas tiveram videoclipes rolando por muito tempo), mas quase todo o CD é imperdível como Pés No Chão, Cinderela Compulsiva, Dura Feito Aço, Contrariada e Artifício Mágico, todas feitas para embalar a trilha sonora de sua vida. A única exceção é a música Lama, que é bem lenta e arrastada, e acaba quebrando o clima do CD, mas as faixas acima compensam este pequeno deslize.
Além de músicas de qualidade, não posso deixar de comentar a timbragem dos instrumentos, que deixam o som bem "cheio e gordo", graças a excelente produção e os vocais de Megh, que nos remetem aos anos 80, sem as afetações dos lançamentos de hoje.
Obrigatório!
Anoxika – As Fadas Morrem Ao Amanhecer
Oversonic Music/Nac - 8,5

Apesar de ouvir Rock e Metal há quase 20 anos, ainda me bate aquela curiosidade de conhecer novas bandas dos mais variados estilos musicais, e estava procurando informações sobre uma outra banda e acabei me interessando em conhecer o som deste quinteto por causa da capa do CD. E mais uma vez o meu "faro" me fez descobrir mais uma ótima banda de rock!
"As Fadas Morrem Ao Amanhecer" aposta na mescla de diversos estilos como o Poppy Punk, Hardcore Melódico, Ska, Reggae e até algumas pinceladas de Heavy Metal aparecem no trabalho, mas o quinteto tem a seu favor a coesão e a construção de temas curtos, que tem no máximo quatro minutos, e que garantem a sensação de uma agradável audição.
Outro aspecto que se destaca são as letras e títulos, pois apesar de contarem situações do nosso cotidiano, eles usam uma linguagem diferenciada, como Espinafres Em Dó Maior, mas as melhores faixas do trabalho são Mr. Otário (cujo clipe sai em breve), Flores, Bombons e Violência Gratuita e a faixa título, cujo refrão é contagiante!
Se houver um bom trabalho da gravadora, o público comprar seu debut e comparecer aos shows, muito em breve teremos mais uma banda atingindo a grande mídia!

Se você não for radical e gosta de acompanhar o que de melhor acontece na cena Rock And Roll nacional, duas ótimas pedidas!

Nenhum comentário: