27 de abril de 2012

SEBASTIAN BACH E SLIPPERY: PROVANDO QUE O HARD ROCK CONTINUA VIVO

"Novo trabalho do ex vocalista do Skid Row e debut de quinteto paulista provam que é possível fazer ótimos discos neste estilo"

Por João Messias THE ROCKER


O Hard Rock é um estilo que após ser quase morto pelo grunge nos anos 90, vai aos poucos mostrando sua força, com bandas clássicas  se reunindo como Cinderella, Trixter e Stryper, sendo o mais importante disso é que algumas delas não está querendo apenas reviver o passado, e sim escrever novos capítulos para a sua história!

Kicking And Screaming
Imagem extraída da Internet

E um deles é o eterno vocalista do Skid Row, Sebastian Bach, que mesmo tendo se mantido na ativa depois de sair do conjunto, só voltou a fazer trabalhos dignos de aplausos com Angel Down, de 2007. E o mais recente trabalho, Kicking & Screaming, lançado no Brasil pela Wet Music/Radar Records mostra o porque do moço estar fazendo barulho na cena novamente!

Kicking & Screaming passa longe de ser um disco retrô, e isso que o torna tão especial, pois embora algumas faixas apresentem essa característica (além da voz de Bach), o disco possui muito peso e momentos de melancolia, nos fazendo vir a lembrança o álbum Subhuman Race, de 1995.

Para essa obra, Sebastian recrutou o guitarrista Nick Sterling (que também gravou o baixo) e o baterista Bobby Jarzombek, que deram o brilho e a força que o disco precisava, além da produção de Bob Marlette (Michael Sweet), que deixou o CD com uma cara moderna sem soar mecânico.

O CD abre com a faixa título que nos faz querer fazer o que o título sugere: chutar e gritar, assim como My Worst Enemy e Dirty Power, que possui guitarras bem timbradas, mas as faixas mais sombrias como Tunnelvision, Live The Life também chamam a atenção!

Mas o que é um atrativo do estilo são as baladas, e Dream Forever e I'm Alive não fazem feio e com toda a certeza do mundo fará alguns "trues" chorarem.



Só que Bach e companhia acertaram a mão foi no encerramento com Wishin' que diferente da abertura, nos faz relaxar, esquecer dos problemas e de certa forma nos renovar para encarar os problemas da vida. Sensacional!

A versão nacional vem com um DVD bonus que contém clipes, músicas ao vivo e bastidores da gravação do álbum, o que o faz valer ainda mais a sua aquisição!


First Blow
Divulgação
Aqui no Brasil, temos uma banda que a sua maneira tem tudo para conseguir muitos fãs das décadas de 80 e 90, o Slippery, formado por Fabiano Drudi (Vocal) Kiko Shred e Dragão (Guitarras), Erico Moraes (Baixo) e Rod Rodriguez (Bateria)  que apesar de fazerem Hard, tem uma pegada mais pesada, nos fazendo lembrar de grupos como Keel, Ratt, TNT, Loudness e até o Iron Maiden do Powerslave, o que os fazem ser visto com outros olhos.


Depois de um EP, a banda soltou recentemente seu debut, First Blow, que pela capa já nos deixa instigados, e com o rodar da bolachinha nossas expectativas se confirmam ao ouvir as Hards Follow Your Dreams e Slippery, mostrando uma banda entrosada e com personalidade, mostrando que a força do conjunto é a sua maior virtude.


Two Young Hearts é outro destaque com o seu refrão festivo nos faz pensar a força que o estilo ainda tem, e nas baladas os caras não fazem feio, pois What I Need e No Time To Sorrow (essa com forte toque AOR) fossem compostas nos anos 80 ou 90, já teria sido executada nos Unpluggeds nos Hard Rock Cafés gringos!

O encerramento com a versão competente para Night Of The Demon do saudoso Demon nos deixa animados com o futuro promissor que a banda tem pela frente, que embora clichê de dizer, é a verdade: se conseguirem as merecidas oportunidades,tem tudo para se dar bem!

Esses álbuns são apenas duas amostras de como o estilo permanece vivo e pronto para arrebatar mais fas!

In Hard We Trust!

Nenhum comentário: