7 de abril de 2015

PRIMATOR: ESTREIA COM O PÉ DIREITO

Grupo recebe imprensa e convidados no dia do lançamento de seu debut album, Involution

Por João Messias Jr.




A novidade hoje em dia não é quando uma determinada banda lança seu trabalho de estreia, mas sim a forma como a mesma o apresenta ao público. Isso faz com que ela seja lembrada com maior frequencia e de certa forma, tenha um carinho maior na mente dos fãs. Um dos exemplos foi o coquetel/audição do álbum "Involution", dos paulistas do Primator, realizado no dia 18 de março, no Gillan's Inn, em São Paulo, casa que possui três anos de existência e que tem em suas fileiras apresentações de grupos nacionais e internacionais como Ancesttral, No Way, Age of Artemis e Dave Evans (ex-vocalista do AC/DC).

Rodrigo e João
Foto: Patrícia Biancalana
O aspecto intimista, com poltronas aconchegantes faz com que as barreiras de banda/assessor/jornalista/fã sejam quebradas e isso faz com que todos conversem a mesma língua, o que facilita muito na avaliação de um trabalho, seja para elogiar ou apontar eventuais ajustes.

A festa teve início às 21h15, quando Luiz Franco, proprietário da casa anunciou o início das festividades, que iniciou com um breve histórico do grupo e uma espécie de pocket show do grupo, que teve a exibição do videoclipe de Face the Death e o quinteto executando ao vivo as canções Caroline e a música que nomeia o grupo. Das faixas, a primeira chama a atenção pelo início lento e tétrico, que cresce durante sua execução e a segunda é perfeita para os palcos. O grupo conquistará um coração dos fãs de Metal Church e Judas Priest. Em resumo, uma apresentação que deixou os presentes curiosos para um show completo. Vale lembrar que nesta ocasião, o quinteto contou com a participação do baterista Daniel de Sá (Inheritance, ex-Andragonia).

Após o dever de casa, o momento foi destinado para fotos, autógrafos e um bate papo com o pessoal do grupo, e como tudo que é bom dura pouco, logo era hora de partir, mas com o espírito renovado para enfrentar o que vier pela frente.

Parabéns ao grupo formado hoje por Rodrigo Sinopoli (vocal), Márcio Dassié (guitarra), Diego Lima (guitarra), André dos Anjos (baixo) e Lucas Assunção (bateria) que mostra mais um grande trabalho produzido em nosso país. Outros agradecimentos vão para a Som do Darma, responsável pela assessoria do evento/recepção, a casa, por acreditar no projeto e pelos presentes, que fizeram deste, um daqueles dias que jamais sairá da memória.

Involution, o disco


Involution
Divulgação
A verdade é que embora sempre as bandas de metal tradicional estivessem por aí (alguém lembrou Fates Prophecy?), faltava um grupo novo que bebesse nessa vertente, mas com um som tipo Judas Priest, Metal Church, ou seja, madura, mas sem cair no "truesismo". E Involution, debut do quinteto paulista Primator aposta neste caminho.

A faixa de abertura, que nomeia o grupo, mostra essa vertente, que ganha mais brilho com pequenas doses do thrash Bay Area nas guitarras. Durante a audição o disco mostra outros contornos, como o peso, presente em Deadland e na seguinte, Flames of Hades, onde o estilo que consagrou nomes como Testament dão o ar da graça, principalmente nos solos. Já Black Tormentor é o que chamamos de chiclete, graças as guitarras gêmeas e o refrão que gruda na mente logo de primeira.

Outra vertente que aparece aqui são as baladas, como Caroline, que lembra muito nomes como Reverend e Metal Church, enquanto Let Me Live Again dá enfase a melodia, chegando próximo ao hard rock.

Assim como nas bandas citadas no início do parágrafo, o todo também chama a atenção, desde a produção feita por Daniel de Sá (Inheritance), além da belíssima capa feita pelo vocalista, que num vinil ficaria ainda mais marcante.

Não há mais desculpas para ficar preso aos LPs e dizer que o estilo não produz mais bandas boas, pois o Primator prova justamente o contrário.
www.facebook.com/bandaprimator

Nenhum comentário: