16 de maio de 2016

A TRILHA DE TODAS AS GUERRAS

A inserção de elementos mais trabalhados foi a aposta de Cause The War Never Ends, novo registro do trio paulista

Por João Messias Jr.

Cause The War Never Ends
Divulgação
Conhecido pela prática do War Metal, que numa definição simples é o uso da temática da guerra numa sonoridade mais oitentista, o Justabeli apontou uma nova faceta em seu segundo álbum, Cause the War Never Ends: momentos mais técnicos e trabalhados sem abrir mão da essência dos tempos anteriores.

E nessa nova proposta War Feres (baixo/voz), que teve ao seu lado Victor Próspero (guitarra/voz, ex-Necromesis) e Marcelo Furlaneto (bateria, ex-Centennial) fizeram um trabalho que além de superar as expectativas, marca um novo capítulo na história do grupo. 

Como ouvimos na faixa de abertura, Die In the War, cuja levada instrumental nos transporta para uma guerra. Clima presente também em A Face da Morte. Outro atrativo fica por conta das passagens mais trabalhadas, como podemos ouvir em Soldiers of Satan, Cause the War Never Ends e principalmente Infected by Radiation, que agradará em cheio aos fãs do Death.

As últimas faixas do trabalho dão um gostinho especial também. As oitentistas Divine Fall e War Crimes são boas opções para o "banging" enquanto Satan's Whores fecha bem o álbum. Além de ser a faixa mais obscura do disquinho, é dona de um vídeo no mínimo polêmico.

Além da parte musical, o recheio e a embalagem são outros atrativos. A produção de Marcos Cerutti/Victor Próspero e a masterização de Dan Swanö deixaram tudo claro e definido, além da bela e chamativa capa feita por Alan Rodrigues.

Hoje War Feres está acompanhado do guitarrista Blasphemer (Sardonic Impious) e do baterista Morbus Deimos (Kanvass) e essa formação já iniciou os trabalhos de um futuro trabalho

Nenhum comentário: