7 de julho de 2011

MAIS ENTREVISTAS ESPECIAIS...

Dando continuidade ao mês comemorativo, seguem mais duas entrevistas!
Com vocês: Fernanda Duarte (Rock Post) e Edu Lawless (Rock Express):


Fernanda Duarte
Foto: Divulgação
Fernanda Duarte  - Editora Revista Rock Post

"Na verdade a revista foi idealizada quando sentimos que bandas underground têm um espaço mais restrito na mídia. E também foi uma forma de reviver as revistas que existiam antigamente e que traziam biografias simples e bacanas, com fotos e tudo mais. Isso é o que chama atenção do nosso público."

New Horizons Zine: Como você conheceu o Rock/Metal e quando percebeu que o som não era apenas uma distração e sim algo que te acompanharia dia a dia?
Fernanda Duarte: Bem, eu conheci muitas bandas de rock e metal ainda quando criança, minha irmã sempre gostou e eu acabava ouvindo por tabela. Sempre curti muito U2, Guns, Skid Row, Bon Jovi, Metallica entre outras. Mas foi na adolescência que conheci Helloween e comecei a ouvir mais bandas de metal. Quando entrei na banda Status eu tinha 18 anos, ai foi quando o metal deixou de ser apenas gosto e se tornou parte de minha vida.

NHZ: Quando e por que surgiu a vontade de criar um veículo para divulgar o estilo?
Fernanda: A Rock Post foi idealizada pelo Douglas e, juntamente com ele, eu abracei a ideia. No inicio nem seria uma revista para download, apenas mandaríamos por e-mail, mas logo de cara vimos que deixar a revista à disposição de todos no site seria a forma mais viável de distribuí-la gratuitamente. Na verdade a revista foi idealizada quando sentimos que bandas underground têm um espaço mais restrito na mídia. E também foi uma forma de reviver as revistas que existiam antigamente e que traziam biografias simples e bacanas, com fotos e tudo mais. Isso é o que chama atenção do nosso público. Infelizmente entendemos depois de um tempo que a galera gosta de reviver épocas de grandes bandas e com isso colocamos as novas juntas, na mesma edição, para que haja esta ligação do antigo com o novo.

NHZ: Para encerrar, cite cinco álbuns do estilo que mudaram sua vida!
Fernanda:

Helloween – Keeper of the Seven Keys Part 1

Helloween - Keeper of the Seven Keys Part 2

Metallica – Black Album

The Cranberries – No Need to Argue

Por último eu colocaria clássicos indispensáveis para se ouvir sempre, como uma seleção de Iron Maiden, Kiss, The Cult, Mr. Big, até Alanis Morissette (uma mistureba mesmo...risos)!

Edu Lawlwess
Foto: Divulgação
Edu Lawless - Editor dos Blogs:
Tudo Sobre Qualquer Coisa: http://tsqc.wordpress.com/
"Aprendi inglês sem nunca ter ido a uma escola de idiomas, apenas traduzindo musicas. Praticamente meus professores eram Paul Stanley, Gene Simmons, David Coverdale, Blackie Lawless, Dave Lee Roth."

New Horizons Zine: Como você conheceu o Rock/Metal e quando percebeu que o som não era apenas uma distração e sim algo que te acompanharia dia a dia?
Edu Lawless: Em 1983, quando eu estava completando 11 anos de idade o KISS veio ao Brasil pela primeira vez. Naquela época para mim o mundo era silencioso, eu nem sabia ou tinha noção que existia música até que uma revista dos mascarados do KISS me chamou a atenção numa banca de jornal. No meu aniversário daquele ano ganhei meus 4 primeiros discos do KISS e nunca mais parei de gostar de Rock. Aprendi inglês sem nunca ter ido a uma escola de inglês, apenas traduzindo musicas. Praticamente meus professores eram Paul Stanley, Gene Simmons, David Coverdale, Blackie Lawless, Dave Lee Roth...
Tem um texto muito legal que escrevi sobre essa época de 1983 sobre o Rock como um documento histórico de nossa sociedade tupiniquim (http://tsqc.wordpress.com/2009/06/24/o-rock-como-documento-historico/)



NHZ: Quando e por que surgiu a vontade de criar um veículo para divulgar o estilo?
Edu: Acho que o principal estilo que está no meu sangue é o Hard Rock dos anos 80. Mas por um tempo essas bandas foram simplesmente sumindo. Poucos novos trabalhos, poucas novidades. Com o surgimento do MySpace (quando o MySpace era muito mais legal e interativo) eu comecei a caçar e achar muitas bandas legais que eram trabalhos paralelos de alguns dissidentes das antigas bandas de hard (como o Freekshow e Naked Beggars de integrantes do Cinderella, por exemplo) e essas bandas acabavam linkadas com outras boas bandas. Então a idéia foi começar a mostrar essas bandas para o Brasil. Outro gênero que gosto muito de divulgar são bandas de Rock Feminina, pois curto muito do estilo.

NHZ: Para encerrar, cite cinco álbuns do estilo que mudaram sua vida!
Edu: Poderia usar o jargão da Dove “Depois que eu conheci o ROCK minha vida nunca mais foi a mesma”! Difícil pensar cinco álbuns... acho que esse ranking esta sempre em mutação a cada momento diferente da vida, mas vamos lá:

1) Alive II – KISS: Para mim o KISS – a banda preferida – tem dezenas de álbuns que fazem parte da minha vida, mas o ALIVE II foi um dos primeiros que meu primo me emprestou e que não saia da vitrola, a música e o som da galera de fundo gritando e cantando sinceramente tem a mistura perfeita de um álbum ao vivo... sempre ficava me imaginando no meio daquela galera.

2) The Crimson Idol – WASP: Conceitualmente o álbum mais fantástico que já ouvi. As letras mexem comigo e o álbum é um Metal Progressivo que te leva numa espécie de montanha russa. “The Great Misconception of Me” me arrepia sempre e nunca consigo ouvi-la apenas uma vez só.

3)  Vixen – Vixen: Quando vi o clip dessas minas no extinto Clip Trip alucinei de tão gatas que elas eram. E eles sorteavam todo dia o Disco delas e eu ficava ligando direto para tentar ganhar. Nem preciso dizer que nunca ganhei, mas fui comprar na loja e depois que ouvi achei fantástico e desde então me apaixonei pelo bandas de garotas no Rock.

4) Long Cold Winter – Cinderella: Essa é uma banda que gosto muito e esse álbum especificamente é ótimo do começo ao fim. ‘Don’t know what you got’ está no meu top 5 sempre.

5) Slippery When WetBon Jovi: Hoje para mim BJ já era. Acho que praticamente morreu depois do ‘These Days’. Mas o começo da banda foi fenomenal. Os 4 primeiros álbuns são animais. Nessa época BJ foi uma fase muito forte da minha vida, por isso esse álbum!


2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Edu.

Abraço

Amancio

Anônimo disse...

valeu edu, estou orgulhoso e vc.
um abraço,
seu primo Pibo.