1 de maio de 2013

GAIJIN SENTAI: MAIS QUE ANIMES E METAL

“Debut de sexteto paulista mostra muito mais que músicas pesadas com temáticas voltadas aos animes”

Por João Messias Jr.

Cada vez que chega um CD na caixinha do correio de casa, crio mil e uma expectativas sobre o que emanará das caixas de som através das bolachinhas. Mesmo que seja uma banda que eu já conheça o trabalho, a esperança continua presente. Mas quando determinado trabalho te surpreende para o bem ou mal...

OST
Divulgação
... Como foi o caso do debut do sexteto paulista Gaijin Sentai. Considerado pela mídia como o maior grupo de J-Rock da América Latina, já se apresentaram por diversos estados brasileiros e  outros países, não se acomodaram com a fama e mostram um trabalho repleto de bom gosto. Chamado de OST, em 12 faixas, passeia pela diversidade, algumas surpresas e muito peso.

Essa característica aparece logo nos primeiros acordes de The First e Okami No Youni, que soam próximas do hard/heavy. Além do peso, a gravação apresenta instrumentos bem timbrados, coesos e uma bela atuação do novo guitarrista, Arilson Poli, que é muito talentoso e inseriu no som da banda, passagens cheias de virtuosismo que casaram muito bem.

Então a banda se transformou num grupo de metal? Não, pois as músicas cantadas em japonês, com algumas partes em inglês os mantém nos dois mundos. Aliás, a atuação dos vocalistas Nordan e a bela Dani. A moça tem uma atuação emocionante em Hachi No Densetsu o rapaz em Mega, Defender e K.

Mas ainda não acabou. Embora prevaleça o peso e a pegada nipônica, OST nos reserva algumas surpresas, como a faixa Jaguatimen vs Sunrider, que conta com ritmos brasileiros. A já citada faixa e Metaru Hiro contam com a participação do ícone nipônico, Eizo Sakamoto (Animetal, Anthem). Só que o melhor fica para a acústica Horses And Gears, que é um folk medieval que nos remete ao Blackmore’s Night, com uma ótima atuação dos vocalistas e do guitarrista Arilson.

Um dos trabalhos mais inspirados de 2013, daqueles que dá vontade de ouvir inúmeras vezes. Aliás, vou fazer isso agora!

Nenhum comentário: