23 de novembro de 2015

UM OLHAR CONTEMPORÂNEO AO THRASH

Quarteto aposta em dissonâncias, groove e peso em seu disco de estreia

Por João Messias Jr.

Leader's Speech
Divulgação
Desde o início década de 1990, o guitarrista/vocalista Baffo Neto procurava dar uma cara diferente em seus projetos musicais. Desde o thrash explosivo do No Return ao new metal do Retturn, que renderam ao músico reconhecimento dentro e fora do país, algo que não se podia acusar o músico era de comodismo e acomodação de fazer o mais do mesmo.

Pois bem, passados todos esses anos, agora com um novo grupo, que atende o nome de Capadócia e acompanhado por Marcio Garcia (guitarra, ex-Postwar), Gustavo Tognetti (baixo, ex-Skin Culture) e Palmer De Maria (bateria, ex-Return) lançam seu primeiro álbum, batizado de Leader's Speech.

Apesar da aposta no peso, dissonância e grooves, a grande sacada é que a banda é formada por ótimos músicos e isso faz com que a coisa não desande. Principalmente por causa dos riffs, que são pesados e grudentos, além da condução mais reta da bateria, que foge daquele esquema super produzido dos grupos de hoje.

Os riffs pesados e quebrados de Stand Still, o refrão repetido a exaustão de Everybody Hates Everybody, a trabalhada Snake Skin e a instigante Leaders in the Fog são alguns dos destaques do trabalho, que é bem linear, bem produzido e possui um trabalho de arte que condiz com a proposta musical do quarteto.

Uma boa estreia, que confirma a contramão do músico em sua nova empreitada, ao invés de optar pelo revival oitentista do estilo.

Nenhum comentário: