21 de janeiro de 2008

MY HONOUR: ROSA DE SARON

Formado em 1988, este grupo católico iniciou a carreira fazendo HARD/HEAVY e neste estilo lançou os seguintes discos: DIANTE DA CRUZ e ANGÚSTIA SUPREMA, principalmente este último, repercutiu muito bem na cena secular.
Como havia poucas bandas cristãs (católicas e evangélicas), algumas bandas formaram o CLUBE DO CORDEIRO, onde compartilhavam experiências, além de darem os primeiros passos do que é hoje a unificada e forte cena cristã.
Com o lançamento do single OLHANDO DE FRENTE, a banda muda radicalmente, abandonando o HARD/HEAVY, indo para uma sonoridade mais POP/ROCK.
E essa vertente é consolidada após a saída do vocalista Marcelo Machado, que fica somente no THE FLANDERS (outro grande grupo de POP/ROCK católico).
Com o novo vocalista Guilherme de Sá lançam os álbuns DEPOIS DO INVERNO e CASA DOS ESPELHOS.
Segue comentário dos discos de estúdio:




DIANTE DA CRUZ (1994): Em seu debut, a banda praticava um HARD/HEAVY com muitas influências “MAIDENIANAS”, mas que se perdia em muitos momentos, como nas letras, que eram muito panfletárias (algo que a banda corrigiu nos futuros trabalhos), e na música Sangria.
Mas o álbum possui seus bons momentos como a faixa-título, Sacrifício Perfeito, Mentiras da Agulha e Noite Fria, além do guitarrista Eduardo Faro, que já mostrava boa técnica e domínio de seu instrumento.




ANGÚSTIA SUPREMA (1998): Um grande salto na carreira da banda, tanto musicalmente quanto liricamente (onde passaram a abordar temas mais atuais sem fugir da visão cristã) com uma grande atuação de toda a banda, com músicas uniformes, dando muita satisfação á quem ouve.
Falando do estilo e das músicas, a banda passou a ter mais influências melódicas e épicas, combinando perfeitamente com a arte, letras e as músicas, que grudam na primeira audição como Olhos Vermelhos, Tempo, Anjos das Ruas, Caminho dos Emaús, a faixa título que encerra o álbum de forma bem progressiva, além da bela versão para Carry The Wounded(TOURNIQUET), que aqui ficou Carregue Os Feridos.
Um dos melhores álbuns de METAL de todos os tempos!





DEPOIS DO INVERNO (2002): O single OLHANDO DE FRENTE já apontava as mudanças, que foram consolidadas neste álbum que vai numa linha MODERN ROCK, pesado e mais uma vêz com uma grande atuação da banda, com destaque para o estreante Guilherme de Sá, dono de uma voz poderosíssima e versátil, que alterna momentos calmos e ferozes, que lembra um pouco o PG (êx-OFICINA G3), que em conjunto com o guitarrista Eduardo Faro e o baixista Rogério Feltrin fizeram grandes letras e músicas como Ainda me Pergunto, Tudo o Que Eu Não Soube Ver, Do Alto da Pedra e Enquanto o Sono Não Vem.
Outros destaques: Parusia, Muitos Choram e Enquanto o Sono não Vem (esta com uma letra que todos deveriam ler).





CASA DOS ESPELHOS (2005): Se alguém tinha esperanças de ver a banda fazendo METAL, este álbum segue a proposta do anterior, só que mesclando momentos acústicos e conseqüentemente soando mais POP e atual.
Os maiores destaques são o guitarrista Eduardo Faro e o vocalista Guilherme de Sá, que se sai muito bem nas faixas pesadas como em Casa dos Espelhos e Amor Sincero (ambas numa linha bem NEW METAL), mas são nas baladas que ele detona como em Sem Você, Obrigado por Estar Aqui, As Dores do Silêncio, e Passos Lentos (Inspirada na crônica A Vida É Bela, de Noélio Mello).





ACÚSTICO (2007): Talvez o melhor período criativo da banda, que não se limitou apenas a desplugar as canções e sim dar novos arranjos e uma nova alma ás canções.
As músicas da nova fase fazem muito bem a sua parte e já te fazem cantar junto, como Do Alto Da Pedra, Sem Você, Obrigado Por Estar Aqui , Quem de Nós e Apenas Uma Canção de Amor.
Você deve estar me perguntando das músicas antigas...só elas valem a aquisição deste, pois a interpretação que o vocalista Guilherme de Sá deu a elas arrepia a espinha, como em Chance, Anjos das Ruas e Noite Fria(que nos dá até a esperança de ver a banda fazer HARD ROCK novamente!
Vale à pena correr atrás!

Para 2008 a banda planeja lançar um DVD ao vivo e que isso seja apenas o começo da consolidação na carreira dessa banda que já passou da hora de ser ouvida por muito mais pessoas.





Wellington Greve, Eduardo Faro, Rogério Feltrin e Guilherme de Sá


http://www.rosadesaron.com.br/

TEXTO E RESENHAS: JOÃO MESSIAS
FONTE: REVISTA ROCK BRIGADE

Nenhum comentário: