15 de julho de 2012

SEVEN7’H SEAL: PRONTO PARA ESTAR ENTRE OS GRANDES

Banda fez grande apresentação comemorando o Dia Mundial do Rock em Santo André

Texto e fotos: João Messias THE ROCKER

Leandro Caçoilo
O que é esse tal de Rock And Roll, que já é um senhor de mais de 50 anos e mesmo assim consegue arrastar multidões para compartilhar suas canções, seja num bar, em casa e como uma apresentação comemorativa, como foi na noite dessa quarta-feira. E a banda escolhida, foi uma “da casa”, o Seven7’h Seal, que com seus 17 anos de estrada apresentou a sua nova formação e um repertorio especial.

Com 40 minutos de atraso (o show estava marcado para às 20 horas) começou a rolar a intro, que abriu caminho para Pleasure Of Sin, Grave Of  Sadness, Seven7'h Seal e a nova Mechanical Souls, e essas músicas mostram a evolução do quinteto nesses quase 20 anos de estrada, pois se antes tinham um som com base no Metal Tradicional, hoje a banda abrange influências mais pesadas e contornos épicos e progressivos. Tudo indica que o terceiro trabalho da banda (que está sendo gravado) vai colocar a banda entre os grandes!

E boa parte dessa evolução está na voz de Leandro Caçoilo, que ficou conhecido pelos seus trabalhos no Eterna, Soulspell e HardAlliance, vem cantando numa linha mais agressiva e que continua sendo um dos melhores vocalistas do Brasil, com muita desenvoltura e segurança, como foi mostrado num medley do Black Sabbath, que deve ter deixado Dio Orgulhoso. Além de Leandro, outro membro que debutava na banda era o baixista Gustavo Marabiza (êx-Sacramento), que estava substituindo nesta apresentação Darcio Beer, que está no exterior. E o músico tirou de letra, agitando bastante, parecendo que estava com os caras há muito tempo.
Marabiza e Tiago Claro

Depois do momento Sabbath, vieram as próprias Imprint Memories, Beyond the Sun e King of Lies, que abriram o caminho para Painkiller (Judas Priest), onde segundo Caçoilo a banda não havia ensaiado, e os caras mandaram bem, tendo inclusive um banger que subiu ao palco para dividir as vozes.

Time to Go era o prenúncio que o show estava terminando, e para isso, encerraram em grande estilo: Highway To Hell do AC/DC, que trouxe mais alguns bangers para os backing vocals, que encerrou a curta apresentação (cerca de uma hora), com chave de ouro, que só não foi perfeita pelo som das guitarras ter oscilado um pouco e o público, que embora estivesse em bom número, merecia encher o recinto.

Parabéns a banda por estar vivendo seu melhor momento e por todos que estiveram prestigiando este evento!

3 comentários:

Marabiza disse...

Foi uma experiência muito bacana estar ao lado desses veteranos em cima de um palco! Mesmo com praticamente 10 dias de contato e ensaios consegui aprender bastante coisa e extrair muita coisa boa!! Mais um obrigado e um parabéns pela resenha e por estar levando nomes do Metal Nacional para frente Messias! Toda força ao nosso underground!!!

Thiago Oliveira disse...

Obrigado João Messias pelo review e pelo apoio!!!

Obrigado pelas palavras sobre o show e esperamso contar com a sua presença nos futuros shows da banda!

Grande abraço!

Thiago Oliveira (guitarra 7th Seal)

EvArte disse...

Eu pude presenciar este belo show de proficionalismo que foi o 7th seal, mandaram muito bem, e como meu amigo messias disse: a casa deveria estar mais cheia, pois além de ser um show de uma banda nacional muito boa, que nos representa, o show foi de graça.

Meus parabens para o 7th seal e para o Messias "THE ROCKER", pela exelente resenha!