4 de janeiro de 2016

RINOCERONTES EM FÚRIA

Banda do ABC paulista apresenta inspiração no thrash oitentista em seu primeiro registro, o EP Like a Horn Ripping Flesh

Por João Messias Jr.

Like a Horn Ripping Flesh
Divulgação
De grande porte e pertencente ao "Big 5" dos animais mais difíceis de se caçar, o rinoceronte é um animal que assusta pela sua aparência e pelos chifres (apesar de nem todos o possuir).

Então, se uma banda coloca o nome deste simpático mamífero, é natural que estejamos diante de um grupo pesado e agressivo. Pois bem, Ricardo Viola (voz), Gustavo Toledo (guitarra), Fausto Cestari (baixo) e Ian (bateria) não só confirmam as expectativas como mostram um thrash oitentista de calibre em seu EP de estreia Like a Horn Ripping Flesh.

Composto de seis faixas, o disquinho chama a atenção pela boa gravação, a cargo de Diego Henrique Rocha (Bay Area Studios) e uma capa (feita pelo baixista Fausto e sua esposa Raquel) que sintetiza bem a proposta dos caras. Não espere por canções bonitinhas, pois aqui o lance é fazer que o headbanger quebre o pescoço de tanto bater cabeça. Principalmente pelas canções estarem recheadas daquelas paradinhas e o uso bem sacado da alavanca.

Essa parte de destacar uma música é complicada, pois todas são niveladas e com o mesmo padrão, mas a pogante Vertigo, os solos virtuosos e o groove de Impaled on Ignorance são alguns pontos altos da bolachinha. Assim como Repulsion com suas incursões ao hardcore.

Hoje a banda conta com mais um guitarrista na formação, Jean Moura e com isso ficamos no aguardo do primeiro álbum full do hoje quinteto, cuja previsão de lançamento é para o primeiro semestre de 2016.

Nenhum comentário: