13 de novembro de 2013

ZN TERROR: FALTA POUCO

Quarteto paulista apresenta em seu novo trabalho, canções que reunem crueza, rispidez e muito groove

Por João Messias Jr.

Em meio à tantas bandas que são metidas a modernas ou trues, é interessante ver
Self Destruction
Divulgação
grupos que não tem medo de cruzarem por esses dois mundos. E quando o resultado final não soa forçado ou com a impressão de pegou carona nas referências que estão em voga, é melhor ainda, como fez o quarteto paulista ZN Terror. 

Formado por Fernando Nunes (baixo e voz), Vinicius Bonifácio (guitarra), Ismael Lima (guitarra) e Hernani Teixeira (bateria), apresentam um thrash metal que une a crueza e rispidez dos primórdios do estilo, com passagens mais cadenciadas e grooveadas.

O seu segundo trabalho do grupo, o EP Self Destruction chama a atenção pela capa, que mostra uma imagem de caos, com o uso da cor laranja e sua produção feita pelos manos do Claustrofobia, Marcus e Caio D’Angelo, que deixou os instrumentos bem definidos.

Wake Up abre é a faixa de abertura do disquinho. O som em questão une riffs trabalhados e solos que nos remetem aos primeiros trabalhos do Metallica e Exodus. The End of Game é a melhor e mostra um caminho a ser seguido pela banda, unindo passagens oitentistas, riffs cadenciados e um excelente trabalho de bateria.

Exciting Zone, que encerra o EP, é dona de boas bases, muito groove e um final inusitado, como se fosse à saideira de um show, tendo em seu final os instrumentos desplugados.

A única coisa que a banda deve tomar cuidado é com o inglês do vocalista Fernando. Embora siga uma linha mais berrada como a do já falecido Gus Chambers (Grip Inc), é necessário um pouco mais de atenção com a pronúncia. Mas esse é apenas um detalhe que precisa ser observado, pois no conjunto da obra, o trabalho apresenta qualidade (principalmente as conduções de bateria) e vai agradar aos fãs das fases antigas e atuais de grupos como Slayer, Exodus e Forbidden.

4 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom Zn terror show

Silvio disse...

Aeeee Zn Terror

Anônimo disse...

Pesado, rapido, com letras interessantes... O rock ta precisando de bandas " na veia " como o ZN TERROR

Jason disse...

Faz tempo que não aparece bandas com o coração nos anos 80, parabéns ZN TERROR...