4 de novembro de 2013

ARTHANUS: NASCE UMA GRANDE BANDA

Formada por músicos experientes, quinteto desenvolve sonoridade baseada no Viking Metal com nunaces do metal tradicional

Por João Messias Jr.

Asgard Palace
Divulgação
Formada em 2010 por veteranos da cena do ABC paulista e que já figuraram/
figuram por grupos como Hate for Revenge, Midnightmare e Decried, o quinteto Arthanus mostra que em pouco tempo (pouco mesmo) estará entre as bandas mais curtidas pelos fãs de metal.

Os caras ficaram três anos lapidando esse EP, que carrega o nome de Asgard Palace. Pelo material apresentado aqui, essa espera foi mais do que compensada. Unindo elementos do death, black, thrash e metal tradicional, a audição desse trabalho, que graças ao peso, soa como um rolo compressor, principalmente pelos vocais variados de Thiago e as seis cordas de Wotan e Fellipe, que passeiam pelos estilos citados acima sem fazer feio em nenhum deles, como em Ode to My Enemies. Ainda sobre essa faixa, ela possui momentos gélidos e extremos, que lembra muito bandas como Bathory e Venom.

As canções possuem média de cinco minutos e, graças ao talento dos envolvidos, não soam chatas e não dão aquela vontade de apertar o stop ou o forward. Já a faixa-título faz uma espécie de apresentação da banda, com momentos que privilegiam todos os instrumentos, com destaque para a bateria de Rogério “Quércia” Luque, unindo levadas mais cadenciadas e pesadas, mostram que para impor respeito não é necessário fazer o estilo “metranca”. Pelo trabalho apresentado, já faz por merecer estar entre os melhores do país.

Só que o melhor ficou para o fim. Legion of Gods começa com as guitarras inspiradas no metal tradicional com bases fortes e intensas que soam como vocais de apoio, remetendo o ouvinte para as batalhas épicas de filmes como Conan e Coração Valente. Vale avisar que ao vivo o som dos caras ainda é mais forte e intenso.

Quando esses caras chegarem ao topo, vou sentir muito orgulho de ter resenhado o até então primeiro trabalho da banda.
www.arthanus.com

Nenhum comentário: