18 de fevereiro de 2015

NOTURNALL: AO CAMINHO DO SUCESSO

Supergrupo brasileiro ruma passos largos ao sucesso com o lançamento do DVD "First Night Live"

Por João Messias Jr.

First Night Live
Divulgação
Às vezes é necessário sangrar na pele e romper antigas situações para que o novo prospere. Essa frase dita linhas acima, define a criação do supergrupo Noturnall. Após toda a novela envolvendo o Shaman, os remanescentes Thiago Bianchi (vocal), Leo Mancini (guitarra), Fernando Quesada (baixo) e Juninho Carelli (teclados) recrutaram o baterista Aquiles Priester e montaram a banda, que após o lançamento do debut, partiram para a gravação um DVD, chamado de "First Night Live". Até aí nada demais. O diferencial é que se tratava do primeiro show do grupo.

O show, realizado no Carioca Club foi sold out, num evento beneficente, cuja entrada foi um quilo de alimento ou de um brinquedo, que foram doados a Casa Hope, instituição que cuida de crianças com câncer. Doença que quase vitimou o vocalista anos atrás, que felizmente encontra-se curado. Antes de falarmos das músicas, vale citar que todo o aparato profissional visto no dia 29 de março é fielmente visto neste DVD, desde o  som cristalino, público insandecido, banda feliz com a casa cheio, repertório uniforme, ou seja: com toda a pompa que o mesmo merece, além do caprichado formato digipack.

Musicalmente, o Noturnall possui um som intenso, pesado e cheio de quebradas,que ao vivo não perderam nenhum destes ingredientes. Alguns destaques da apresentação foram St. Trigger, a pesadíssima Hate, a regravação de Inferno Veil (Shaman), além do diferencial do grupo em relação aos seus concorrentes de estilo: o guitarrista Léo Mancini (também Tempestt). O músico, dono de uma pegada hard, dá leveza as canções do grupo, que soam diferentes e especiais, como Sugar Pill.

O show ainda contou com as participações especiais do jovem músico Luiz Fernando Venturelli (cello) na introspectiva Last Wish e Russell Allen (Adrenaline Mob/Symphony X), que mostra toda a potência de sua voz em Nocturnall Human Side e em clássicos como Stand Up And Shout (Dio) e War Pigs (Black Sabbath).

Não para por aqui

Somente as linhas acima seriam suficientes para definir First Night Live, mas temos mais. Os extras são compostos de alguns clipes alternativos e uma seção interessante chamada Band and Friends, onde os técnicos dão informações sobre o sistema de som e a captação de áudio da apresentação.

Também se fazem presentes os três vídeos lançados pelo grupo: No Turn At All, Nocturnal Human Side e a belíssima versão para Woman In Chains (Tears for Fears). Lançado no dia das mães, a canção repete o formato do hit oitentista, no quesito dueto de vozes masculinas e femininas. A versão do grupo foi marcada por um dueto do vocalista com sua mãe Maria Odete, numa homenagem a todas as mamães deste mundo!

Uma trajetória rápida, impressionante e de muita qualidade, que se seguir os passos do debut e deste DVD, o vindouro segundo álbum (que está sendo gravado), tem tudo para tornar o Noturnall um dos maiores grupos da música pesada brasileira.

Quando o baterista Aquiles Priester disse minutos antes do início do show a frase "Vamos Fazer História", parecia soltar uma premonição do que seria (e está sendo) a carreira do Noturnall.

Nenhum comentário: